03 março 2017

Resenha | Dez Formas de Fazer um Coração se Derreter

Leitores!
Passa da meia-noite e estou aqui escrevendo uma resenha para vocês. Adoro falar de livros à noitinha, quando a casa está silenciosa e posso lembrar detalhadamente do livro que li, no caso aqui estou escrevendo minhas impressões sobre um romance de época. Sim, é meu gênero preferido e amo muito falar desse tipo de literatura com vocês. Então vamos lá? Leiam a resenha e me digam o que acharam...


Dez Formas de Fazer um Coração se Derreter - Sarah Maclean

 Isabel Townsend não é exatamente o que se espera da filha de um conde. Apesar de ter a pele delicada e de saber se portar como uma dama quando necessário, a jovem também monta a cavalo, conserta telhados, administra a propriedade e cria o irmão caçula desde que a mãe faleceu – tudo isso sem despertar a menor suspeita de que não há um homem sequer para cuidar de sua família.Para o pai dela, que só queria se divertir e gastar dinheiro em jogatinas, pouco importava o que ela fizesse. Porém, quando ele morre, Isabel se vê sem recursos e precisa defender os direitos do irmão, ameaçados pela chegada iminente de um tutor. Assim, não lhe resta saída senão vender sua coleção de estátuas de mármore, o único bem que herdou.Para sorte sua, um especialista em antiguidades acaba de chegar ao condado. Inteligente e sensual, lorde Nicholas St. John é um solteiro convicto que deixou Londres para se livrar das jovens que passaram a persegui-lo desde que foi eleito um dos melhores partidos da cidade.Em poucos dias, fica claro para Nick que Isabel é a mulher mais obstinada e misteriosa – além da mais interessante – que já cruzou seu caminho. Ao mesmo tempo, ao conhecê-lo melhor, a independente Isabel percebe que há homens em que vale a pena confiar. Enquanto eles põem de lado suas antigas convicções, seus corações se abrem para dar uma chance ao amor.
Literatura Estrangeira / Romance

Cortesia Editora Arqueiro Sobre o livro no Skoob 



 Antes de começar a falar sobre o livro quero vos informar que a resenha do primeiro livro dessa série "Os Números do Amor" poderá ser encontrada Aqui.
E também adianto que não é preciso ler o primeiro livro para ter um bom entendimento do volume 2, bem, acredito que se você for um leitor como eu que ama o gênero romance de época irá sim querer devorar os dois livros já lançados por aqui pela Arqueiro, afinal conheço poucas escritoras que são tão incríveis ao escrever romances da época da regência, obrigada Sarah MacLean :D
O primeiro livro nos trás o romance entre uma jovem respeitável e o Marquês de Ralston, que não é tão respeitável assim... rsrs. Esses personagens e seu elenco de apoio aparecem em Dez Maneiras de Fazer um Coração se Derreter, mas num contexto bem menor. O único personagem recorrente que recebe grande destaque é Lorde Nicholas St. John, pois agora ele é o protagonista.
Lorde Nicholas vive para as aventuras e as mulheres, abandonado pela mãe quando ainda criança, uma infância solitária e de um período em uma prisão turca ele considera mais seguro não colocar sua fé no sexo oposto.
Ao invés de se entregar a um amor ele gasta seu tempo catalogando antiguidades, atividade esta que lhe rende um bom prestígio.
Porém, quando a Pérolas e Peliças, uma revista da alta sociedade, o lista como o primeiro lorde eminentemente conquistável.
- O mais legível dos solteiros cobiçados –
De repente ele é perseguido por toda parte por hordas de mulheres risonhas, incapaz de escapar do romance. Atormentado por debutantes e suas mães ele aceita uma comissão para rastrear a irmã desaparecida do duque de Leighton; Se conseguir sair de Londres poderá ter um pouco de paz. Acompanhado apenas por seu companheiro de longa data, Durukhan, ele se dirige para o norte de Yorkshire.
Enquanto isso, lady Isabel Towsend, a filha solteira de um conde esbanjador está lutando para pagar as contas da propriedade que vive com seu irmão e outras moças. Ela dirige a Minerva House, um refúgio para mulheres fugitivas, excluídas da sociedade sem nenhum lugar para irem. É uma situação não convencional e algo ilegal, que se baseia no isolamento para evitar serem descobertas. Sentindo-se segura junto ao irmão e as meninas ela não imagina que um estranho viria até os confins remotos de Yorkshire e muito menos que esse estranho começasse a fazer perguntas.
Esse é o começo da trama, e por conta dos personagens coadjuvantes que incrementam a história a autora leva um tempo explicando como cada uma das meninas apareceu na porta de lady Isabel. O que mais me cativa é a forma como Sarah MacLean não deixa nenhum personagem de fora, dando a cada qual uma personalidade condizente com o que esperamos dele.
Lorde Nicholas não só é um renomado perito em antiguidades, mas também um rastreador de renome mundial, só que essa parte de sua vida está escondida, ele não mais rastreia pessoas desaparecidas e não quer se envolver, no entanto como eu já falei ele decide rastrear a irmã de lorde Leighton para fugir de Londres.
Como no primeiro livro esse é baseado numa lista por assim dizer. Em “Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar” Calpúrnia escreve atividades indecorosas que ela pretende e deseja realizar, “Dez Formas De Fazer Um Coração Se Derreter” incita Isabel a seguir o artigo da revista Pérolas e Peliças. O artigo não lista apenas os nomes dos homens desejáveis e disponíveis, mas também dá dicas de como as mulheres podem adentrar no mundo desses homens. Só que nossa encantadora Isabel quando lê essas dicas acaba procedendo exatamente de forma oposta.
Assim sendo ela se torna uma mulher encantadora aos olhos de Nicholas que sem perceber acaba completamente apaixonado por ela.
Nas entrelinhas percebemos que o livro é sobre ir contra a sociedade (seja ela em qual época for) – Senhores que não querem se casar, senhoras que consertam telhados e o mais chocante, um mordomo feminino. Todos no livro estão desafiando as regras impostas pela sociedade da época de alguma forma e isso é muito divertido. Adoro personagens fortes e embora ache que a autora tenha forçado muito a situação geral do que acontecia e a aceitação por parte de quem foi chegando, pelo menos por conta da época, visto que nem hoje as mulheres têm seus direitos resguardados como deveria eu entendo que é uma obra de ficção e adorei o fato de que a narrativa desafiou concepções e suposições sexistas, mais histórias assim devem ser escritas, é o que penso.
Os personagens são interessantes e atípicos, o romance é bem construído e você começa e termina a leitura com o coração leve. As questões estruturais não afetam as ideias centrais, portanto essa é uma sequencia satisfatória. Confesso que o livro 1 me fez suspirar aos montes, mas lorde Nicholas acabou por me conquistar ao aceitar lady Isabel do jeitinho que ela é, toda moldada na modernidade.















Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Vivi minha nega <3 Como eu estava com saudades desse cantinho, de escrever, de tudo! Enfim, depois de um longo tempo repensando as coisas. VOLTEI! E agora é pra ficar.
    Vamos lá!
    Tuas resenhas pra mim são maravilhosas, justamente pela riqueza em detalhes que me fazem querer ler livros que já nem estou mais habituada, como esse por exemplo. Não estou mais me sentindo conectada a esses tipos de romances.
    Acho que estou precisando de um livro que me faça suspirar de amores como esse fez contigo hahaha.

    Beijão!
    Paixão Literária

    ResponderExcluir
  2. Oi Vivi
    Estou adorando esse série, realmente não tem como não se apaixonar por ela <3
    Adoro os romances de época da Sarah MacLean
    Parabéns pela sua resenha
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir

Seu comentário é importante para o blog, para que ele seja sempre melhor, se você se expressa as coisas fluem.Obrigada !!

*.* Curtam a fan page do blog no Facebook galera \o


Layout: Bia Rodrigues | Ilustração: Sheila Lima Wing | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©