17 outubro 2013

Resenha | Dançando sobre cacos de vidro - Ka Hancock

   Queridos Tracinhas,
Hoje quero compartilhar com vocês as minhas impressões sobre o novo lançamento da editora Arqueiro. O drama (eu o considerei também um sick-lit) "Dançando sobre cacos de vidro". Espero que vocês apreciem a resenha e decidam por si mesmos se querem dar ou não uma chance ao livro. Mas aviso, comprem muitos lenços e chocolates. Eu chorei muito.


  Lucy Houston e Mickey Chandler não deveriam se apaixonar. Os dois sofrem de doenças genéticas: Lucy tem um histórico familiar de câncer de mama muito agressivo e Mickey, um grave transtorno bipolar. No entanto, quando seus caminhos se cruzam, é impossível negar a atração entre eles.
Contrariando toda a lógica que indicava que sua história não teria futuro, eles se casam e firmam – por escrito – um compromisso para fazer o relacionamento dar certo. Mickey promete tomar os remédios. Lucy promete não culpá-lo pelas coisas que ele não pode controlar. Mickey será sempre honesto. Lucy será paciente.
Como em qualquer relação, eles têm dias bons e dias ruins – alguns terríveis. Depois que Lucy quase perde uma batalha contra o câncer, eles criam mais uma regra: nunca terão filhos, para não passar adiante sua herança genética.
Porém, em seu 11° aniversário de casamento, durante uma consulta de rotina, Lucy é surpreendida com uma notícia extraordinária, quase um milagre, que vai mudar tudo o que ela e Mickey haviam planejado. De uma hora para outra todas as regras são jogadas pela janela e eles terão que redescobrir o verdadeiro significado do amor.
Dançando sobre cacos de vidro é a história de um amor inspirador que supera todos os obstáculos para se tornar possível.

Minha resenha:

Dançando sobre cacos de vidro é aquele livro "coice de mula".
A própria sinopse conta muito do resumo inicial básico que eu pretendia escrever pra vocês, isso me irrita um pouco, mas não seja por isso. Lucy e Mickey são daqueles seres humanos raros que apesar de seus problemas seguem vivendo e aprendendo que felicidade deve ser apreciada em golfadas profundas. E vou falar pra vocês, não era fácil a vida dos dois.
Lucy tem uma predisposição genética dos infernos, seu histórico familiar de câncer agressivo faz com que sua vida seja permeada de dúvidas e consultas periódicas para se prevenir de possíveis tumores.
Mickey é um doente mental, sim, é assim mesmo que ele se denomina. Um doente mental diagnosticado com transtorno Bipolar, doença que herdou geneticamente da mãe.
Os dois se conhecem na festa de aniversário de vinte e um anos de Lucy, oferecida por sua irmã Lily na boate de Mickey. Ele é dono desta e de outras casas de show junto a um sócio.
Durante a comemoração de aniversário na boate Mickey faz uma apresentação de stand-up (ele é comediante, além de empresário) e chama Lucy no palco para uma brincadeira, que ela aceita e no fim das contas acaba lascando um beijo de língua nele. Ele fica impressionado, mas não ousa pensar em nada mais do que isso, pois é consciente de sua bipolaridade. Ele acha que não pode manter uma relação normal e saudável com ninguém. De qualquer forma Lucy lhe passa seu número de telefone, deixando assim uma centelha acesa entre os dois. Priscilla, a irmã mais velha de Lucy também é portadora do gene "negro" e se interna por causa de um caroço. Lucy fica com ela no hospital a noite toda e por coincidência Mickey está internado por causa de uma de suas crises. Os dois acabam se encontrando na lanchonete e Mickey a convida para sentar-se à mesa dele. Eles conversam muito e ele acaba contando que é bipolar.
A partir daí o romance vai tomando rumo. Embora Mickey ficasse relutante ele se apaixona perdidamente por Lucy. Eela tem uma fé e um amor muito grande por Mickey.
Mesmo depois que presencia sua primeira crise, que foi brutal, ela não desiste. Claro, ela tem medo de não aguentar, mas o maior medo é de viver sem Mickey.
O tempo passa e eles se casam, o tempo passa ainda mais e Lucy descobre que está com câncer.
Ela luta contra esse câncer bravamente, inclusive vendo seu marido surtar e ser internado com crises bizarras enquanto ela está internada fazendo quimioterapia e radioterapias. Depois de vencer a doença ambos resolvem não ter filhos, pois nada garantiria que o bebê deles não nasceria propenso ao câncer ou a doença mental de Mickey. A decisão é tão forte que Lucy se interna e faz uma laqueadura de trompas, ou seja, uma histerectomia.
Os anos passam, as crises de Mickey vão e vem e o amor cresce a cada dia. Lucy é uma mulher tão incrível que faz de tudo para entender a doença de Mickey. A cada passo que dá ela está ciente de como deve agir e reagir as recaída do marido, que não são poucas. Eles brigam sim, como todo casal, mas o amor tem aquela camada especial, aquela dureza criada pelas pancadas que receberam durante seus onze anos de casamento.
Não tenho visto títulos que combinassem tanto com suas histórias como o desse livro.
Conviver, viver e estar debaixo de um teto com outras pessoas seja elas um marido, pai, mãe ou irmãos durante um longo tempo é sempre estar "pisando em ovos", é dançar sobre cacos de vidro. Como o casal do livro que tem dias bons, dias ruins e dias insuportáveis, todos nós vivemos em busca de dias mais tranquilos. 
E assim é a vida de Lucy. Ela passa por esses check-ups semestrais para ver se o câncer não retornou e nesses dias todos ficam tensos. O livro se inicia assim, numa dessas consultas com sua médica que pede vários exames que a moça já está habituada e diz que vai ligar assim que tudo estiver pronto, mas que ela fique despreocupada, pois as coisas estão bem.
Mas a médica telefona depois pedindo que Lucy retorne ao seu consultório. Lulu fica tensa, ela treme dos pés a cabeça, cria coragem e vai, lá chegando a médica a recebe calmamente e lhe diz que não recebeu os exames de rotina de checagem de câncer e tal, mas que fez um exame de sangue separado pois estava com certa suspeita.
Lucy está grávida.
Como grávida se ela ligou as trompas? Mas milagres acontecem e agora ela precisa se preparar para contar para Mickey e ver como ele receberá essa notícia bombástica, ele está internado, passou por mais um período de crise.
Bom, ele recebe alta e volta pra casa, ambos resolvem passear no veleiro da família e depois de fazerem amor ela conta da gravidez. Mickey fica embasbacado, eufórico, ele fica muito feliz, pois percebe o milagre que aconteceu aos dois. Mickey e Lucy enfim percebem que Deus os presenteou com um milagre e precisam de força pra encarar mais essa fase. Lucy o tempo todo fala para Mickey na fé que ela tem de que ele será um ótimo pai.
Sei que a resenha está enorme e que talvez eu até esteja indo e vindo, mas vou confessar, nada me preparou para a reviravolta que essa história dá. Eu não encontrei apenas a história de duas pessoas com doenças complicadas que resolvem juntas superar as adversidades, não, esse livro me deu uma rasteira completa. A história de superação e de amor incondicional apenas começa quando Lucy se descobre grávida. Preciso dizer algo, TUDO realmente começa a partir desse momento, entendam bem isso. E foi então que me senti desmoronar, e depois olhei o livro e fiquei chorando em cima dele por muitos minutos.
Mas Mickey me confortou, muito docemente ele me confortou e enxugou minhas lágrimas.

A leveza com que a autora vai escrevendo não tem nada de inocente e somos nocauteados. Nocauteados pelo amor de Lucy por Mickey e pelo seu bebezinho. O livro é escrito praticamente em primeira pessoa com Lucy narrando sua vida com Mickey e suas irmãs, mas temos também no inicio dos capítulos excertos do diário de Mickey, onde ele escreve sobre o que sente. Ele fala sobre o que sente durante as crises e sobre o seus dia-a-dia. Seus anseios e seus demônios.
Esse livro só me fez crer de novo e de novo que o amor supera tudo, disso eu não tenho a menor dúvida.
Leiam esse livro pessoal, não importa a idade, não importa o gosto literário, esse livro precisa ser lido. 
Com certeza um dos meus favoritos de 2013.

Dançando sobre cacos de vidro
Autor: Ka Hancock
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580412079
Ano: 2013
Páginas: 336


Hoje, antes de qualquer coisa quero agradecer a querida Fernanda, social media da Arqueiro pelo presente que me deu ao ceder esse livro de cortesia para minha leitura. Obrigada Fernanda, de coração.
Espero que vocês tenham capturado meus sentimentos através das minhas palavras ao resenhas "Dançando sobre cacos de vidro", e nelas vocês descubram a necessidade de conhecerem essa história, que embora seja uma ficção traga a mais pura realidade em seus personagens. O amor vale a pena e supera todos os obstáculos.











Comente com o Facebook:

17 comentários:

  1. Oi Vivi;

    Nossa fiquei muito instigada com sua resenha parece ser um livro que vai mudar conceitos já pré concebidos em relação ao casamento do tão sonhado " e viverão felizes para sempre '' só quem realmente vive uma relação ao fundo sabe o quanto esse titulo é certo.
    Superação e multiplicação sempre vem juntos com um casamento supera-se medos, estresse, traumas , multiplica sonhos desejos problemas rsrsr afinal agora são dois em um , bem só posso disser que com certeza esse livro entrou pra lista dos desejados . Adorei a resenha

    Bjs Vá

    ResponderExcluir
  2. Eu AMEI a leitura desse livro. Gostaria de lê-lo novamente, mas ainda não estou - psicologicamente- preparada.

    Beijinhos,
    www.procurei-em-sonhos.com

    ResponderExcluir
  3. Oie Vivi
    estava em dúvida se iria ler esse livro, e sua resenha acabou de matar toda ela. caramba, sabe que eu adoro livros com enredo denso e que me deixa em prantos. Preciso ler pra ontem!!! Já vou preparando os lencinhos.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Vivi, ei fiquei muito entusiasmada quando vi esse lançamento, ele tem uma premissa instigante e um título chamativo, eu não sei o que mais poderia dizer que me chamou atenção depois da capa que também é linda. Ainda estava em dúvida se iria gostar ou não do livro, mas a sua resenha definitivamente me convenceu de que preciso ler. Preciso reforçar essa frase que você disse: "o amor supera tudo" e aplicá-la mais vezes em minha vida. Vou anotar agora mesmo o livro nos meus desejados.
    Abraços, Raquel
    Viajando com Livros.

    ResponderExcluir
  5. Oi Vivi, parabéns pela resenha! Simplesmente fiquei SUPER curiosa para conhecer essa estória! O livro parece tratar do romance de forma bem real e com certeza deve criar uma atmosfera tensa, devido aos problemas dos dois! Quando li "Leiam esse livro pessoal, não importa a idade, não importa o gosto literário, esse livro precisa ser lido. Com certeza um dos meus favoritos de 2013." você me deixou ainda mais ansiosa! Espero poder ler esse romance em breve, ele promete ser uma ótima e emocionante leitura!! Parabéns pelo sempre excelente conteúdo do blog!!!

    Te espero lá no Prólogo da Leitura, até mais!!

    ResponderExcluir
  6. Nossa, Vivi! Qto tempo que não venho aqui... seu blog tá liiiinnnndo!!!! :*

    JoicySorciere => CLIQUE => Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  7. Oi Vivi!!!
    Estou LOUCA para ler esse livro. Tanta propaganda me fez ficar desesperada, e a sua resenha só fez aumentar minha vontade. Amei os detalhes que você apresentou, atiçando mais ainda o leitor. Esses livros profundos nos dão outra visão do mundo e da realidade não é mesmo?
    Bela resenha, adorei!

    Beijos
    Jéssica
    http://www.bestherapy.net/

    ResponderExcluir
  8. Caramba, fiquei sem palavras apenas em ler a resenha, imagina com a leitura do livro? Sinceramente?! Não vejo a hora de poder fazer esta leitura, porque a sensiblidade que você escreveu esta resenha foi tamanha que mal posso esperar para me emocionar com esta leitura. Imaginar que a questão do amor e da convivência dos dois foi só o início de tudo me deixou incrivelmente curiosa. Fiquei sem palavras para comentar sua resenha. Muito boa! Beijos

    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  9. Aaaai, essa história parece muito, muito linda!! Adorei a sua resenha vivi!!
    Não vejo a hora de ler o livro que parece tão bom *u*
    A capa é linda!
    xoxo

    ResponderExcluir
  10. Olá Vivi,
    Nunca imaginei que esse livro seria tão profundo. Os personagens passam por um turbilhão de coisas né? E depois de você falar que esse livro deve ser lido por todos, não tem dúvida nenhuma de que eu preciso dele para ontem. rs

    Lucas - Carpe Liber

    ResponderExcluir
  11. Nossa, esse livro parece ser super bacana e emocionante. Mas apesar disso, sendo sincera, ele realmente não faz meu estilo, não tenho a mínima vontade de lê-lo. Acho que não é o tipo de livro que procuro no momento =/

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. De cara ao olhar a capa eu me apaixonei por este livro, mas foi lendo a resenha deu pra notar que ele é muito mais do que uma capa bonita. Eu amo histórias assim, romances que tem algo maior para ensinar. Senti que vou gostar deste livro, preciso dele em minhas o quanto antes.
    Adorei a Resenha.
    Beijos,
    Yasmin
    deitadosnagrama.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi Linda *-*
    Tinha ficado interessada em ler esse, mas vi que é drama e me deixou um pouco receosa (drama pra mim é seguido de uma ressaca literária terrível e to sempre fugindo).
    Adorei a sua resenha.

    Abraços,
    Marinah | Blog Marinah Gattuso

    ResponderExcluir
  14. Eu acabei de comentar em outro blog que não iria ler esse tão em breve e aí eu me deparo com essa resenha e já mudei de ideia e quero ler.
    Eu fiquei com o pé atrás por ser uma história que envolve doenças e geralmente livros assim tem uma carga dramática muito grande e as vezes é de difícil leitura,
    E apesar de ter essa carga, já que você cita ali que chorou e tudo mais, dá para perceber também que ele deixa uma lição bacana. Fiquei curiosa.
    Bjo

    ResponderExcluir
  15. Ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre “Dançando sobre cacos de Vidro”, mas o enredo parece ser bem emocionante. Eu gostei da sua resenha e minha vontade de ler esse livro só aumentou.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oi Vivi, não gosto de sick-lit e ver essa palavra na resenha me fez torcer o nariz hehe
    Gosto até de livros com lições de vida, tem grandes ensinamentos, mais não sei se leria este livro em especial.. Adorei sua opinião quanto ao livro, e saber a emoção que sentiu..

    beijos Mila
    http://www.dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi Vivi, eu chorei com o liro e chorei com a tua resenha. Você expôs todos os sentimentos que vieram a tona quando eu li o livro, apesar de como você disse a sinopse tem um resumo sobre o que ocorre no livro, a história é tão maravilhosa que todos deveriam ler. Achei um lançamento maravilhoso, eu ainda não sei nem como escrever essa resenha, não consigo por em palavras tudo que senti com essa leitura, uma lição de vida emocionante, e nos mostra que o amor pode ir longe.
    Sick-lits sempre me deixam com vontade de ler :( masoquista haha'
    Amei Vivi, você como sempre sabe nos emocionar com as suas resenhas fabulosas.

    Beijos,
    paixaoliteraria.com

    ResponderExcluir

Seu comentário é importante para o blog, para que ele seja sempre melhor, se você se expressa as coisas fluem.Obrigada !!

*.* Curtam a fan page do blog no Facebook galera \o


Layout: Bia Rodrigues | Ilustração: Sheila Lima Wing | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©